• 03 de julho de 2019, 09:31
  • Aumentar Fonte
  • Diminuir Fonte
  • Imprimir Contéudo

Reintegração de bancária do Bradesco demitida na pré-aposentadoria


Trabalhadora tinha mais de 27 anos de banco e estava há pouco mais de dois anos da aposentadoria; CCT assegura estabilidade de emprego às funcionárias em vias de se aposentar e que trabalharam 23 anos no mesmo banco nos dois anos anteriores à aposentadoria

O Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região conseguiu na Justiça a reintegração de uma bancária do Bradesco demitida (contando aviso prévio) na estabilidade pré-aposentadoria. A trabalhadora tinha 27 anos, 1 mês e 28 dias de trabalho no banco. A 27ª cláusula da Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) da categoria bancária assegura, nas letras “F” e “G”, aos homens que trabalharam 28 anos e às mulheres que trabalharam 23 anos no mesmo banco (e estejam em vias de se aposentar) a estabilidade de emprego nos dois anos imediatamente anteriores à aposentadoria. Para garantir a estabilidade, todavia, é indispensável que os trabalhadores entreguem uma comunicação por escrito informando a condição, acompanhada de documentos que comprovem o tempo para requerer o benefício da aposentadoria.

A bancária havia sido contratada em janeiro de 1992, e dispensada em março deste ano. Pela simulação de benefício previdenciário, poderia se aposentar por tempo de contribuição em 2 anos, 1 mês e 24 dias. Todavia, ela foi foi dispensada sem justa causa e com aviso prévio indenizado de 90 dias, a menos de 2 meses para alcançar a referida garantia provisória de emprego.

A decisão favorável à trabalhadora é da 7ª Vara do Trabalho de São Paulo. No despacho, a juíza substituta Shirley Aparecida de Souza Lobo escreveu: “Não considerando a projeção do aviso prévio, o só fato de faltar menos de 2 meses para alcançar a garantia já deixa evidente o caráter obstativo da dispensa. Portanto, reputo a dispensa obstativa da aquisição da garantia normativa”.

A reintegração deverá ser feita no prazo de cinco dias a contar da intimação da decisão. Cabe recurso.

“O Sindicato conseguiu mais uma vitória importante. Desta vez, uma bancária foi dispensada na iminência da aposentadoria, já tendo a garantia da estabilidade. É importante que os bancários em situação semelhante nos procurem e façam valer seus direitos garantidos”, ressalta o dirigente sindical e bancário do Bradesco Valdemar de Souza, o Piu-Piu, que acrescenta: “O Sindicato luta pela manutenção e ampliação de direitos coletivos, mas também dos individuais. Toda vitória conta. Os bancários devem confiar na entidade e nos procurarem todas as vezes em que se sentirem prejudicados”, acrescenta. (Fonte: Seeb SP)

 


Bookmark and Share
Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos Bancários de Erechim e Região ::

©2012 Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos Bancários de Erechim e Região

Todos os direitos reservados

Avenida Maurício Cardoso, 335, Sala 202
CEP 99700-426 - Erechim - RS
Fonex/Fax: (54) 3321 2788
seeb@bancarioserechim.org.br

Municípios da Base: Erechim, Aratiba, Áurea, Barão do Cotegipe, Barra do Rio Azul, Barracão, Benjamim Constant do Sul, Cacique Doble, Campinas do Sul, Carlos Gomes, Centenário, Cruzaltense, Entre Rios do Sul, Erebango, Erval Grande, Estação, Floriano Peixoto, Gaurama, Getúlio Vargas, Ipiranga do Sul, Itatiba do Sul, Jacutinga, Machadinho, Maximiliano de Almeida, Marcelino Ramos, Mariano Moro, Paim Filho, Paulo Bento, Ponte Preta, Quatro Irmãos, São José do Ouro, São João da Urtiga, São Valentim, Severiano de Almeida, Três Arroios, Viadutos, todos no Estado do Rio Grande do Sul.

 Superativa | Orby